Franquias: será que elas sempre valem a pena?

28 ago

Os números são fartos: a Associação Brasileira de Franchising (ABF) estima que, em 2011, 185 novas marcas entraram nesse mercado. E as novidades não param por aí: segundo a entidade, em 2012 o número de franqueadoras inéditas deve subir 8%, muitas delas nascendo no formato de micro franquias, que exigem um investimento inicial de até R$ 50 mil.

 

Todo esse otimismo referente às franquias deve ser ponderado, no entanto. Segundo especialistas, algumas estratégias devem ser adotadas para quem deseja entrar nesse mercado, sendo uma delas fugir das capitais e ir para o interior.

 

Mas antes de explorar novas marcas e territórios, é preciso fazer um estudo profundo do mercado de atuação. Novos franqueadores devem, primeiramente, avaliar se possuem o perfil para gerenciar uma franquia. A maior parte das empresas está em busca de investidores capazes de construir e manter relacionamentos duradouros e altamente produtivos, tendo que ter afinidade com a filosofia da empresa e desejo de crescer junto com a marca. Essas são peças fundamentais para o sucesso de qualquer parceria.

 

Porém, além do perfil que deve ser analisado, há também os pontos positivos e negativos, que qualquer parceria apresenta, e estes devem ser cuidadosamente analisados.

 

De acordo com a proprietária da grife Barbara Strauss, rede de franquias de joias contemporâneas, Cristiane Barbara Strauss, “o grande atrativo para se investir em franquias é que o cliente já recebe o negócio formatado, pronto para trabalhar”. Para ela, franquia significa regra e disciplina, e é fundamental que se tenha facilidade para trabalhar dessa forma.

 

Algumas vantagens que podem ser citadas quando o assunto é investimento em franquias é o fato de a marca já ser conhecida no mercado e ter boa reputação, aumentando as chances de sucesso de seu novo negócio. A existência de um plano de negócios também facilita na hora de obter sucesso, assim como a possibilidade de pesquisa e desenvolvimento.

 

Mas e as desvantagens? Profissionais que não têm facilidade em trabalhar com gestão externa poderão encontrar problemas após investir em uma franquia. A venda ou transferência do negócio estão sujeitas a regras previamente definidas, e na maioria das redes, quem aprova o franqueado é o franqueador, por meio de um processo seletivo.

 

Ser obrigado a seguir um padrão também é um dos fatores que tira um pouco o encanto na hora de abrir uma franquia, o que pode ser um problema para uma pessoa que gosta de fazer as coisas com mais liberdade e criatividade, sem dar satisfações para ninguém.

 

Como qualquer outro negócio, todos os lados devem ser analisados e pensados para que não haja frustrações.

 

Fonte:

http://www.ticket.com.br/portal/ticketgestao/pequenas-e-medias/mundo-pme/franquias–sera-que-elas-sempre-valem-a-pena-.htm

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: